segunda-feira, 30 de abril de 2018

''Não a nós, ó Senhor, não a nós, ao vosso nome, porém, seja a glória''


5ª Semana da Páscoa - Segunda-feira
Primeira Leitura (At 14,5-18)
Responsório (Sl 113b)
Evangelho (Jo 14,21-26)

Diante dos estrondosos milagres operados por Paulo e Barnabé, os pagãos de Listra pensaram ser eles deuses, Zeus e Hermes, e passaram a adorá-los e oferecer-lhes sacrifícios. Os santos apóstolos, indignados repreenderam os pagãos. As palavras do salmista parecem ecoar o espírito de humildade de Paulo e Barnabé: "— Não a nós, ó Senhor, não a nós, ao vosso nome, porém, seja a glória". Infelizmente, nesta era apóstata, a atitude que se vê é justamente o oposto: ao invés do escândalo e da violenta rejeição da adoração, antes querem mesmo os homens ser tidos como deuses. Querem o culto, a suprema obediência, querem que os outros sejam escravos de suas vaidades. Muitas vezes, essa atitude entra mesmo dentro da Igreja, quanta gente, não conhece o leitor, que usa do nome de Deus para glorificar-se a si mesmo? 

Examinemos nossas atitudes, nossas idolatrias, talvez estejamos a deificar um artista famoso, ou quem sabe um escritor, um sábio, um intelectual? Ou ainda mais grave, estamos alimentando em torno de nós mesmos atitudes idolátricas, querendo a fama e a admiração do mundo? Imploremos a Deus o dom da humildade, o dom de morrer para o mundo. Cantemos com o salmista, fazendo está a nossa sincera oração: ''— Não a nós, ó Senhor, não a nós, ao vosso nome, porém, seja a glória''

Nenhum comentário:

Postar um comentário