terça-feira, 10 de abril de 2018

"És doutor em Israel e ignoras estas coisas!..."


2ª Semana da Páscoa - Terça-feira
Primeira Leitura (At 4,32-37)
Responsório (Sl 92)
Evangelho (Jo 3,7b-15)

<Disse Jesus: “És doutor em Israel e ignoras estas coisas!...” (Jo 3, 10) >; a frase fora dirigida a Nicodemos, por ocasião do momento em que Cristo lhe explicava a realidade do Batismo, mas parece ressoar tão viva ainda hoje. Não sou doutor, nem aqui, muito menos em Israel, todavia quanta coisa ignoro, como por exemplo a “inteligencia social” de nossos irmãos da igreja primitiva. Diz a Escritura que: <A multidão dos fiéis era um só coração e uma só alma. Ninguém dizia que eram suas as coisas que possuí, mas tudo entre eles era comum (At 4, 34)>; um só corpo e uma só alma, quão grande é o abismo entre o tempo de outrora e o de hoje? O quanto nossos pecados nos afastam de nossos irmãos de Fé? Quantas vezes somos tentados a viver uma fé individualista, ignorando o próximo, a vida paroquial, e por vezes até nossos familiares? Não apenas isso, mas ainda: “ninguém dizia que eram suas as coisas que possuía”; quão diferente, não? Quão egoístas temos sido, não apenas com nossos bens materiais, mas também com os talentos espirituais que recebemos? Se alguém recebe o dom para cantar, deve ser exercido para o bem da comunidade, se alguém recebe o bem do estudo, deve fazê-lo para o bem da comunidade; temos feito isso? Temos considerado estas coisas como uso comum da Igreja? Ou estamos nós tão adoentados pela maldita ideologia liberal capetalista? No dia de hoje, pensemos em nosso relacionamento paroquial e comunitário. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário