segunda-feira, 5 de março de 2018

A Simplicidade de Deus


3ª Semana da Quaresma - Segunda-feira
Primeira Leitura (2Rs 5,1-15a)
Responsório (Sl 41)
Evangelho (Lc 4,24-30)

Naamã, o sírio, esperava por sinais portentosos e empreitadas difíceis. Não estava ele preparado para a simplicidade do profeta de Deus, e quase perdeu o tempo da graça, não fosse o bom conselho de seus servos. Outro foi o caminho dos nazarenos, que não reconheceram a presença do Filho de Deus entre eles. Deus se revela, sobretudo, na simplicidade, é preciso, pois, que tenhamos um coração humilde e atento para reconhecer Sua presença e obedecer a Sua voz.

Em Fátima, Nossa Senhora também fora perturbadoramente simples ao apontar os remédios para os males modernos: a récita do santo rosário, a penitência pela conversão dos pobres pecadores e, a consagração da Rússia a seu Imaculado Coração. Mas, tal qual Naamã, nós arrogantemente ignoramos tais conselhos, indo atrás de nossas próprias e complexas tolices: ecumenismo, alianças escusas, politicagem, etc etc…

Imploremos ao Senhor o dom da humildade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário