sexta-feira, 26 de maio de 2017

Mentiras que Clamam ao Céu

Por ocasião do Ano Mariano, neste mês também mariano, direcionei meus estudos e leituras com foco nas aparições e mensagens de Fátima. Qual não foi minha surpresa ao deparar-me com a gigantesca conspiração denunciada pelo padre Paul Kramer em “O Derradeiro Combate do Demônio”.

Com abundantes e inegáveis provas, Kramer denuncia valentemente as sórdidas manobras e artimanhas do aparelho de Estado do Vaticano que visam de calar a mensagem de Fátima. A Igreja infiltrada, tomada e subvertida por seus inimigos, instrumentalizada pela Nova Ordem Mundial, a realidade é muito mais complexa atemorizante que qualquer ficção. E a história torna-se ainda mais terrível quando se vê o nome dos personagens envolvidos e tão criminosos ocultamento, entre eles o então Cardeal Joseph Ratzinger

E porque motivo tamanha sanha em calar os sinais do céu? Porque o céu clama contra a “nova orientação” da Igreja adotada a partir do Concílio Vaticano II:


São 377 páginas, com abundantes provas e citações, escritas numa linguagem clara, direta e didática; páginas perturbadoras. E, os acontecimentos recentes do atual pontificado apenas reforçam as preocupações: em Fátima, Francisco deu de ombros a mensagem profética, reinterpretando-a, segundo a Linha do Partido, evitando tocar no assunto do inferno, da consagração da Rússia, do Imaculado Coração, e atacando a visão tradicional do castigo devido aos pecados do mundo.

Deus enviara a Santíssima Virgem a Cova da Iria, em Fátima, para levar uma mensagem de alerta aos homens; os príncipes dos sacerdotes se encarregaram de fazer calar tal apelo do céu, acumulando ainda mais culpas que irão culminar em um castigo terrível. Que Deus tenha piedade de nós.

Porém, mesmo diante de tão terríveis e desesperadores acontecimentos não nos esqueçamos das promessas de Cristo segundo a qual as portas do inferno não prevalecerão, e o aspecto consolador da mensagem da Virgem na Cova da Iria: “Por fim meu Imaculado Coração triunfará”.

Choremos pelo estado catastrófico em que se encontra a Igreja, preparemos nosso coração com oração e penitência para o tempo do castigo (e que há de ser terrível), mas não percamos a confiança, pois por fim o Imaculado Coração triunfará.

Nenhum comentário:

Postar um comentário