domingo, 19 de março de 2017

Perseguição aos católicos e acolhida aos hereges



É com tristeza que me ponho hoje a ler a respeito das noticiais recentes. Em nome de um ecumenismo irenista a serviço da Nova Ordem Mundial, a Basílica de São Pedro foi emprestada a hereges anglicanos, ao mesmo tempo, católicas que rezavam em desagravo a tal profanação junto a uma imagem de Nossa Senhora de Fátima foram expulsos da Praça de São Pedro. Enquanto hereges encontram portas abertas para suas heresias dentro da própria Igreja, os católicos autênticos são perseguidos.

Eis um triste preludio do que será a religião universal novordista: um parasita que se apossa das estruturas da Igreja Católica, e vai usar destas para perseguir os próprios católicos. Segue a reportagem do blog Catolicidad a respeito do ocorrido:

<El pasado lunes se celebraron cuatro años de la elección del Cardenal Jorge Mario Bergoglio como Papa, y coincidiendo con esta fecha el Cardenal Angelo Comastri, arcipreste de la Basílica de San Pedro, prestó la Basílica a la comunidad protestante anglicana de Roma para la celebración de sus vísperas.

A modo de desagravio, un grupo de jóvenes de la Associazone Madonna di Fatima quisieron hacer una procesión con la imagen de la Virgen de Fátima en la Plaza de San Pedro. Aunque de camino a la plaza los jóvenes llevaban pancartas con mensajes como “fuera de la Iglesia no hay salvación”, y repartieron volantes en los que se recordaba que la Doctrina de la Iglesia condena la participación en el culto de los herejes, todos estos fueron dejados antes de ingresar al Vaticano. No obstante, mientras desarrollaban la procesión al interior de la Plaza de San Pedro, fueron abordados por la Policía, y se les solicitó abandonar el lugar.>

Mas, engana-se quem pensa que isso ocorre só nas altas cúpulas, qualquer um que frequente os ambientes paroquiais aqui no Brasil vê a infiltração maciça dos inimigos da fé nos mais altos cargos da Igreja. Apenas para citar alguns tristes exemplos tivemos o episódio da blasfema homenagem a Nossa Senhora Aparecida durante o carnaval; bem como a heterodoxa pregação de Dom Demétrio em pleno Santuário de Aparecida; e aqui na província ouço um “padre feminista” defender em alta voz a descriminalização do aborto. E para este ano ainda vem a Comemoração da Deforma Protestante em Roma. Não fosse já isso o suficiente, há boatos de uma reforma geral da liturgia e da estrutura paroquial em prol de um modelo mais “ecumênico”. É de chorar...

Diante disto o que resta-nos fazer? Oração, penitencia e combate. Rezemos! Imploremos a misericórdia de Deus e apontemo-nos para o combate  usando as armas da guerra cultural: denunciemos estes lobos; lutemos para que os espaços em nossas instituições, paróquias, mídias e escolas sejam ocupados por homens de reta doutrina, não por estes traidores.

E por mais assustadora que esta crise se mostre, saibamos que em Cristo venceremos e ao final como profetizado em Fátima, o Imaculado Coração de Maria triunfará.

Nenhum comentário:

Postar um comentário